"O Rio de Janeiro continua liiiindo...!"

Posted: Wednesday, October 20, 2010 | sambado por inesferrao |

Ok, ponderei e voltei a ponderar ter ou não um blog. Continuar este, aliás. Já tinha decidido que não até me aperceber que terei de enviar mails a contar as mesmas coisas a toda a gente. E assim é mais fácil! É tudo uma bela questão de preguiça, vendo bem ^^

Ora bem! O que é que estou a fazer de novo no Rio? De facto foi uma decisão difícil, sempre me imaginei a ir para os Estados Unidos depois de terminado o curso (coisa que já está, ah yeahhh!). Mas a questão é que, dia 28 de Fevereiro saí desta cidade sem estar pronta. Usei a palavra "adeus" muitas vezes, mas a verdade é que nunca me cheguei a despedir. Como bem sabem os que estão mais próximos de mim, foram mais de mil as vezes que eu suspirei pelo Brasil, pelo Rio, pela Vila Kennedy, pela vida carioca. Voltei. E, entendam-me, pela primeira vez não foi fácil. Não é Erasmus, não é estágio curricular, é uma loucura e vontade de viver que nem eu sem explicar. Ir à toa pode mexer com a cabeça, mas eu tentei que não me afectasse. E a minha preocupação principal não deixou de ser o meu puto.. :) Apoio-me naquilo que já tenho repetido várias vezes: não há melhor sensação que saber que tudo estará igual quando voltar. E estará com certza.


Aterrei no Rio que me acolheu, tal como da outra vez, com chuva. Mas chuva abafada. Fui para o hostel onde era suposto trabalhar (não vou pôr aqui o nome, não vá o diabo tecê-las ;p), onde fui recebida por um norueguês hippie de 33 anos. Muito simpático, até aí parecia tudo normal. No entanto....

1. O staff room tem, a sério, uns 4 metros quadrados. Cheio de teias de aranha, absolutamente nojento. O pior é que o único trabalhador do momento era o tal norueguês e as nossas camas estavam literalmente coladas. Creepy. Uma das casas de banho parecia a que eu tinha em Pisa (não é um elogio.), sendo que não tinha porta, só uma cortina. A outra tinha, de facto, uma porta, só não fechava.

2. A dona do hostel estava deprimidíssima porque, aparentemente (disse-me o norueguês), o namorado tinha acabado com ela. Então falou-me durante 30seg e voltou para o quarto para se lamentar durante dois dias seguidos. Quero dizer, não me interpretem mal, eu passaria 3 meses no quarto (sou tão amorosa.), mas chego para trabalhar e ela não me diz nada..?

3. Era suposto haver uma desformigação (diz-se assim? ;p), só de si uma necessidade triste, então não havia um único hóspede. Por favor, conseguem imaginar uma situação mais estranha para alguém que aterra à toa no Rio de Janeiro..?


ENTÃO! Dormi lá na primeira noite a tentar conformar-me. No dia seguinte, na maior tempestade, decidi ir visitar uma organização com a qual quero trabalhar. Depois, pensando no quarto feioso e todo o contexto do hostel, decidi aventurar-me para Santa Tresa (♥) onde sabia que havia outra pousada a aceitar work exchange, Cheguei profundamente encharcada e a dona ficou meio intrigada ("were we waiting for you..?"). Mas disse-me que, por acaso, estavam à procura de alguém. Mostrou-me a casa, que eu amei, e ficou com os meus contactos. Disse que dois meses era pouco tempo, que em princípio não dava, mas que me depois me informava da decisão dela.


Voltei para o creepy hostel sem saber se haveria de ter a mínima esperança. Duas horas mais tarde, um e-mail: GOSTARAM DE MIM E QUEREM-ME A TRABALHAR COM ELES! Durmo toda feliz ao lado do norueguês com a consciência que seria a última noite assim. Dia seguinte agarrei nas malas e lá vim eu para a (agora) minha casinha! Há que dizer que a dona do outro hostel continua tão deprimida que acho que nem percebeu quando lhe disse que ia embora. Whatever.

Há mais voluntários (americanos, colombianos, holandeses) para fazer turnos, 3 cães para passear, vistas maravilhosas. Deixo aqui algumas fotozinhas!






Entretanto hoje voltei à Vila Kennedy! Voltar a ver a Cleide foi óóóóptimo, ver que o CCI mudou imenso também, mas tive uma má notícia na qual ainda agora estou a pensar. Oh well. (Claro que entretanto comi um açaí a voltar para casa, não consegui resistir.)

Quero agora encontrar um belo projecto de desenvolvimento comunitário! Estou à espera de respostas!

E é isto, escrevi imenso, mil desculpas!

Beijinho carioca :)

16 caipirinhas:

  1. AnaNabais said...
  2. Ainda bem que encontraste um sitio melhor para ficares minha filha! a casa parece optima, ainda por cima com aquela vista fabulosa!! também estou quase a ir... aiaiai!
    Beijinhos!!

  3. Anonymous said...
  4. Adoro! :)

  5. Anonymous said...
  6. Oh o anonimo sou eu, elo!

    <3

  7. pseudowanderer said...
  8. Your joie de vivre never, never ceases to amaze me. You deserve everything that's coming your way. Good luck in this new venture! *

  9. Marie said...
  10. ahh que optimo :D sim dormir ao lado de um noruegues.. nao estas a perceber mas imaginei um cenario tipo dia das bruxas!

  11. sophie said...
  12. i, my love!
    ainda bem que não és nada conformista e és teimosa, valeu-te de boa ;p que realmente não parecia nada apetecível o primeiro hostel, já este.. :)
    o projecto vai surgir num instante..iiih, aprende as músicas pimbas todas para nós*

  13. Anonymous said...
  14. Loool, esta historia parece literalmente um filme... "directamente de uma pucilga para um palácio com uma vista paradisiaca em apenas 2 dias!" :S

    Like
    keep in touch,
    Kle

  15. kate said...
  16. O novo hostel parece bem fixe! :) Ainda bem que conseguiste mudar querida.. Sabes que os primeiros dias são sempre aqueles barretes =P Mas essa do norueguês acho q bate tudo, lol

    Boa sorte com o projecto!

    Enjoy the best of it, honey ;)

  17. Anonymous said...
  18. Pfff...Boa vida! Aproveita mesmo, mas mesmo mesmo, muito!E vai contando as novidades, sobretudo do projecto! :P
    Bacio grande babe!

    C-A1 xD

  19. Anonymous said...
  20. FILHA, FILHA, mereces porque és tu que constrois a tua sorte. És uma força.Lembras-me a avó. Dá muitos beijos à Cleide e diz que ainda não perdi a esperança de lhe dar um grande abraço.
    Não te canses muito.

    Beijos e mais beijos da mami

  21. Rebolation said...
  22. Como diria o meu Nicolas Cage, o que tu disseste ao Brasil não foi um "addio", mas um "arrivederci". E aí estás tu de volta.

    A descrição que fizeste do hostel parecia a que fizeste da casa de Pisa quando chegámos
    (1. tem um aquecedor amarelo dentro da banheira.
    2. A sanita e o bidet são dentro do chuveiro
    3. A Maria, a senhoria, é uma mentirosa. Etc.!) lol.

    A nova Pousada é lindíssima, mas é pena que seja em Sta Teresa, porque apesar de mudarem os amigos, vais acabar por ter uma vivência semelhante, continuar a frequentar Santa Teresa e Lapa, certo?

    Espero mais notícias, dança aí uns rebolations por nós!
    Bota a mão na cabeça que vai começarrrrrrr!
    Ti amo Inês! Lambada, não, Macarena!

  23. Pipoca said...
  24. Maria, já era altura de fazeres outro post!

  25. Marta said...
  26. Era mais do que altura, sim!

  27. Pipoca said...
  28. Que este blog reste em paz.

  29. Anonymous said...
  30. When I initiallу left a comment I аppеar
    to haѵe clіcked οn the -Notify me ωhen new
    сomments are added- checkbox anԁ from now
    on each tіme a comment is addеd І rеceiνe
    4 еmaіls with the same comment. Ιѕ there an easу
    mеthod you arе ablе tο remоve me frοm that
    serviсе? Thanks a lot!

    Hегe iѕ my web-site: v2 cigs review

  31. Anonymous said...
  32. FDA , only іnsіde USA yоu see thаt , i
    ԁo not now whаt bеlieve thаt оn but:
    1 . onе rеal сіgarete hawе 4000 **** in it or more ,
    οk hеy diе becausе уo perfоrm cancer οr pегhaрs who nows
    , that is abѕοlutlу tгue.
    A couple οf. one E-Ϲіg includes i do not undегstanԁ is just a exаmρel ,
    3-100 **** in it . ωhat уeагs old prefeгe to smοκе сigarеttеѕ if you want to
    give up ?? ask уourself like the 3-100 or mаybe 3000 but not
    sоmtіng the same like 40000 chеmicals .
    so my estimatіon **** FDA oг ρerhaрs ωhat the ****
    is thе fact that name .

    my wеb-ѕite :: http://croakbuzz.com

Post a Comment